Sintomas iniciais da perda de força e massa muscular no envelhecimento
Siga-nos!

Siga-nos


Qualidade de vida e Bem-estar

Encontre aqui no blog Extima matérias sobre o universo da saúde muscular como a sarcopenia e outras doenças musculoesqueléticas, atividades físicas, envelhecimento saudável, alimentação, qualidade de vida e bem-estar.

2 meses atrás

Sintomas iniciais da perda de força e massa muscular no envelhecimento

A população brasileira cresce cada dia mais. E devido às iniciativas cada vez mais eficazes, a pessoas também tem tido um aumento na expectativa de vida, sendo assim temos cada vez mais uma sociedade mais idosa e por isso temos que dar a devida atenção para as doenças que essa faixa pode desenvolver. A qualidade de vida tem que vir sempre em primeiro lugar.

 

Abaixo vamos conhecer mais sobre a sarcopenia e seus sintomas iniciais da perda de força e massa muscular no envelhecimento.

 

perda de força e massa muscular no envelhecimento

 

O que é a perda de massa muscular?

 

Após os 35 anos nosso corpo começa a perder massa muscular, esta que é importante para nos manter de pé e ativos. São eles, junto com o esqueleto, que nos leva para todos os lugares e por isso é preciso ter atenção aos sintomas apresentados para que possa ser feito um procedimento para evitar o avanço da doença.

 

O nosso corpo envelhece por completo, assim como nossos músculos podem desenvolver a sarcopenia, uma doença que enfraquece a composição muscular causando redução da massa e da força nos idosos.

 

Quais os principais sintomas da perda de massa muscular?

 

Os sintomas podem ser visíveis ou invisíveis. Desde a redução da circunferência dos membros até a falta de força para levantar objetos ou se movimentar. Um teste rápido é medir a panturrilha, o ideal é mantê-la entre 31 e 35 cm para mulheres e 33 a 34 cm para homens.

 

Fatores de exacerbação podem estar relacionados a possíveis comorbidades, como a osteoporose, que fragilizam a estrutura corporal e reduzem a mobilidade do idoso, podendo afetar diretamente o programa de exercícios.

 

Outro sintoma visível é a flacidez na região dos braços e pernas, estes são membros que usamos no dia a dia e caso estes estejam perdendo massa muscular ficam flácidos quase que instantaneamente.

 

Como recuperar a massa muscular na terceira idade?

 

A recuperação de massa muscular nessa idade pode ser feita através de uma alimentação saudável, exercícios físicos e suplementação alimentar.

 

Primeiramente, é preciso alinhar uma alimentação rica em macro e micronutrientes, sendo principalmente proteínas, gorduras com colágeno e vitaminas essenciais para nosso corpo respectivamente.

 

Depois, uma rotina movimentada, com atividades físicas que podem ser de baixa, média ou alta intensidade, tudo depende do diagnóstico atual do paciente. E por último, mas não menos importante é a suplementação, que auxiliar no bom funcionamento de todos os fatores acima, dando ainda mais vitalidade e ajudando na absorção dos nutrientes.

 

Porque a perda muscular é mais comum nos idosos?

 

Como falamos acima, após certa idade nosso corpo começa a retroceder, isso porque ele para de funcionar em sua totalidade de forma independente, com esse déficit algumas funções do nosso corpo começam a ter sua performance reduzida, e assim a terceira idade acaba sofrendo mais com essa condição. Além disso, caso tenha tido uma vida até então desequilibrada, as ações da sarcopenia podem ser ainda mais fortes.

 

Outro ponto é que, com o passar dos anos, os idosos tendem a ser mais sedentários ou reduzir a mobilidade, afetando assim no desenvolvimento dos músculos. Por isso, é importante se atentar ao corpo desde mais jovem, assim, com hábitos mais equilibrados, a perda muscular pode ser cada vez menos feroz.

 

Músculo x força

 

Claro que falamos até então apenas de músculo, mas a verdade é que um anda atrelado ao outro. Se nossos músculos funcionam de forma reduzida, nossa força também é afetada, deixando assim então nosso corpo cada vez mais suscetível à quedas e lesões. Isso também pode ser agravado caso o paciente tenha doenças pré-existentes, como diabetes ou osteoporose, e até mesmo a obesidade.

 

Algumas pessoas podem confundir a gordura com o músculo, onde um idoso pode aparentar estar mais forte, mas isso pode ser realmente perigoso se não tratado de forma correta, pois quando se está acima do peso, nosso corpo pede mais da nossa estrutura e se ela está comprometida, não conseguimos seguir nosso dia a dia de forma confortável.

 

É por isso que temos que observar se o idoso sente dificuldade de levantar algum objeto ou até mesmo no momento que pega um garfo para comer ou uma caneta para assinar um documento, a fraqueza pode se manifestar de forma sutil, mas é sempre visível.

 

Como prevenir e tratar a perda de força na terceira idade?

 

Por se tratar de uma doença pré-estabelecida em toda a população, é preciso estar atento a esses sintomas e preveni-los o mais rápido possível. Um programa completo de exercícios e uma dieta balanceada rica em macronutrientes (como proteínas e gorduras) são ideais para ficar longe do diagnóstico.

 

Para desenvolver os músculos, os exercícios físicos mais importantes são os exercícios de força, que podem manter os músculos fortes e com melhor capacidade regenerativa, mas também é importante estar atento às limitações físicas, pois o forçar pode levar a novas doenças clínicas. Outro aspecto importante do corpo humano é a ingestão de água.

 

Parte de nossos músculos é composta por água e, à medida que nos exercitamos, tendem a perder parte dessa nutrição. A água também nos mantém alertas e se torna essencial na vida diária. Se você tem dificuldade para tomar essa bebida, o idoso pode optar por tomar chá ou suco.

 

Uma vida saudável não se limita a alimentação e exercícios físicos, mas também em evitar o consumo de bebidas alcoólicas em excesso e o fumo, vilões que colocam em risco nossa saúde em qualquer fase da vida.

 

Quer saber mais sobre como cuidar do corpo na terceira idade? Acesse nosso blog e acompanhe nossas dicas nas redes sociais também, estamos no Facebook e Instagram.

Mais em Qualidade de vida e Bem-estar

Receba nossas novidades

Preencha o campo abaixo com o seu e-maile receba todas as novidades do nosso universo em primeira mão.