Atividade física e a imunidade: é possível melhorar a imunidade com exercícios? - Apsen Farmacêutica - O cuidado que transforma!
Siga-nos!

Siga-nos


Sem categoria

8 de junho de 2021 (4 dias atrás)

Atividade física e a imunidade: é possível melhorar a imunidade com exercícios?

Não tem para onde correr, o sistema imunológico está em pauta e pesquisas do tipo “como aumentar a imunidade” se tornaram cada vez mais frequentes a partir de março de 2020 nos celulares e computadores dos brasileiros – e da população mundial. Mas afinal, é possível aumentar a imunidade? Existe relação entre a atividade física e a imunidade? Confira a resposta para essas e outras perguntas nesse artigo aqui do blog.

O que é imunidade e o que faz baixar a imunidade?

De forma bem simples e didática, podemos definir a imunidade como um mecanismo de defesa do nosso corpo. O sistema imunológico é composto por um conjunto de células de defesa e tecidos especiais, responsável por proteger nosso organismo contra agentes infecciosos, que podem ser bactérias, vírus e outros microrganismos.

A alimentação é um dos fatores que mais influenciam na imunidade, podendo aumenta-la ou diminuí-la, uma vez que nosso organismo precisa de vitaminas e minerais para seu bom funcionamento e esses nutrientes são encontrados nos alimentos.

Outro fator que influencia – e muito na imunidade é o estresse. Isso porque situações de estresse fazem com que o nosso corpo produza constantemente elementos como o cortisol, que desequilibra o sistema imunológico, e uma das formas de combater o estresse é através da atividade física.

Então praticar atividade física fortalece o sistema imunológico?

A resposta é: sim! A atividade física combate promove a diminuição do estresse e faz com que o organismo se fortaleça, ou seja, a atividade física e a imunidade estão diretamente relacionadas.

Quando permanecemos ativos fisicamente, impulsionamos o nosso sistema imunológico, o que aumenta a quantidade de glóbulos brancos que ajudam no combate de doenças. Alguns estudos indicam que a efetividade de vacinas em idosos é maior quando eles têm uma vida ativa e uma rotina de exercícios, podendo chegar à 90% quando comparados com pessoas sedentárias.

Exercícios físicos podem aumentar a imunidade e o sedentarismo aumenta o risco de casos graves de COVID-19

Algumas atividades físicas contribuem especialmente com a imunidade aparelho respiratório, principal forma de contágio com o novo coronavírus. Isso acontece por conta do fortalecimento dessa musculatura.

Alguns exercícios para isso são:
● Caminhada
● Corrida
● Pedalada
● Natação

Dica para os iniciantes: é mais importante do que a intensidade, é a constância. Melhor que você treine 30 minutos por dia, 5 vezes por semana, do que 60 minutos, apenas 3 vezes por semana.

Falando especificamente sobre a caminhada e a corrida, o ideal é conseguir realizar a atividade sem ficar ofegante. Se está difícil de conversar enquanto se exercita, é um sinal que você passou da conta.

Como saber que minha imunidade está baixa?

Provavelmente você já ouviu a clássica frase o corpo fala, certo? E viemos aqui pra confirmar que ela é real. O nosso corpo nos dá sinais quando o sistema imunológico está enfraquecido e a defesa do organismo está baixa:

● Infecções recorrentes, como amigdalite ou herpes;
● Doenças simples, mas que demoram a passar, como gripe;
● Febre frequente e calafrios;
● Olhos frequentemente secos;
● Cansaço excessivo;
● Náuseas e vômitos;
● Diarreia por mais de 2 semanas;
● Manchas vermelhas ou brancas na pele;
● Queda acentuada de cabelo;

Alimentos para aumentar a imunidade

Se a gente é o que a gente come, devemos procurar sempre manter uma alimentação balanceada. Quando falamos de imunidade, alguns alimentos merecem um destaque, já que eles possuem nutrientes e vitaminas que fortalecem o nosso sistema imunológico e, consequentemente, diminuem as chances de ficarmos doentes.

Confira alguns alimentos para aumentar a imunidade:

Frutas cítricas – são ricas em vitamina C, que auxiliam na produção de células de defesa e possuem ação antioxidante.
Vegetais verdes escuros – também são ricos em vitamina C e também possuem vitamina A, que age diretamente no sistema imunológico.
Temperos naturais – Alho, cebola, cúrcuma e gengibre são exemplos de temperos que além de deixar a comida mais gostosa, fazem bem ao nosso corpo graças aos antioxidantes que ajudam no correto funcionamento do sistema imunológico.
Água – por mais óbvio que possa parecer, a água possui sais minerais importantes ao nosso corpo e o mantém hidratado. A hidratação é fundamental para o bom funcionamento de todo o corpo, inclusive o sistema imunológico.

Gostou do conteúdo? Continue com a gente e veja aqui no blog mais artigos sobre saúde e qualidade de vida. E por falar em saúde, conheça Extima, o suplemento alimentar que auxilia na formação e manutenção da sua saúde muscular.

 

Fontes
https://saude.abril.com.br/bem-estar/como-o-estresse-afeta-a-imunidade/
https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/exercicios-fisicos-imunidade-e-o-combate-a-covid-19
https://www.tuasaude.com/sintomas-de-imunidade-baixa/
https://www.unimed.coop.br/web/santabarbara/noticias-unimed/-/asset_publisher/0odaoOAXWeGr/content/4-dicas-para-aumentar-a-imunidade-e-fortalecer-seu-organismo
https://www.hospitalproncor.com.br/post/baixa-imunidade
http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/02/atividade-fisica-fortalece-imunidade-e-ajuda-combater-estresse-e-doencas.html

Saiba como aumentar a imunidade através da alimentação

Mais em Sem categoria